Arte da Mesopotâmia
Capa História da Arte Arte da Mesopotâmia
Arte da Mesopotâmia E-mail
História da Arte
Escrito por Raí T. Rio   
Arte da MesopotâmiaOs povos mesopotâmicos (civilizações que se desenvolveram na área das terras férteis localizadas entre os rios Tigre e Eufrates) eram compostos pelos sumérios, os assírios, os  babilônicos e os persas.  As principais manifestações da arquitetura mesopotâmica eram os palácios, em geral muito grandiosos. Como não havia muita pedra, as paredes tinham que ser grossas, pois eram feitas de tijolos, ladrilhos e argila. Os templos possuíam instalações completas, com aposentos para os sacerdotes e outros compartimentos. O destaque mais conhecido e mais representativo desta arquitetura era  o Zigurate, construção de vários andares - sete, em geral - sobre a qual havia uma capela, usada para observar o céu.  Os escultores desta época, representavam o corpo humano de uma forma rígida, sem expressão de movimentos e livre de detalhes anatômicos. Os pés, as mãos e os braços geralmente ficavam colados ao corpo, coberto com longos mantos, enquanto os olhos eram completados com esmalte brilhante.  As estátuas conservavam sempre uma postura estática ante a grandiosidade dos deuses. As figuras esculpidas em baixo-relevo se caracterizavam por um grande realismo.  Na pintura, os artistas se utilizavam de cores claras e reproduziam caçadas, batalhas e cenas da vida dos reis e dos deuses.  A produção de objetos de cerâmica alcançou notável desenvolvimento entre os persas, que utilizavam também tijolos esmaltados.  A Arte da Mesopotâmia desenvolveu-se ao longo de muitos séculos e de diferentes civilizações, não sendo, portanto, muito coesa em suas manifestações., mas caracterizou-se pelo exibicionismo e pelo luxo. Fortemente ligados à religião, os povos da Mesopotâmia construíram templos e palácios suntuosos que eram considerados cópias dos existentes nos céus.
Exemplo de Zigurate
A Arte da Mesopotâmia é melhor entendida, com a especificação da arte de cada povo. Assim:
Arte Suméria

ARTE SUMÉRIA:

  • Começou a partir de 4000 a.C. na zona de confluência do rio Tigre com o rio Eufrates.
  • Muitos palácios,templos (zigurate), câmaras funerárias (abóbada e arco).
  • Utilizava madeira e tijolo colorido para decoração, entre outros.
  • Arte farta de figuras religiosas de alabastro (hierarquia por altura e tamanho dos olhos). Formas geométricas e esquemáticas baseadas no cone e no cilindro.
  • Influênciou a arte da Assíria e da Babilônia.
Arte Assíria

ARTE ASSÍRIA:

  • Começou inicialmente na zona norte do rio Tigre, posteriormente estendeu-se a império de grandes dimensões. Teve seu auge entre c. 1000 e 612 a.C..
  • Templos e zigurates monumentais.
  • Utilizava tijolo e pedra nas entradas das cidades e salas.
  • Arte repleta de esculturas monumentais, como demônios e guardiões.
  • Sofreu influência da arte da Suméria.
Arte Babilônica

ARTE BABILÔNICA:

  • Na Cidade da Babilônia, teve seu 1º período com o fundador da dinastia babilônica, Hamurabi.
  • 2º período de destaque entre 612-539 a.C. com Nabucodonosor, que construiu obras como a Torre de Babel e os Jardins Suspensos da Babilónia.
  • Utilizava tijolo vidrado colorido para decoração de superfícies arquitetônicas.
  • Arte com forte representação da figura animal.
  • Sofreu influência da arte da Suméria.
Arte Persa ARTE PERSA:
  • Começou no oriente da Mesopotâmia (atual Irã), local de passagem de várias tribos nômades.
  • Representada pela arte nômade ornamental (armas, taças, vasos) em madeira, osso, metal.
  • Estilo animalista, abstração figurativa e orgânica.
  • Palácios colossais (várias influências, ambiente cerimonial e repetitivo).
  • Ausência de arquitetura religiosa.
  • Escultura associada à arquitetura.
 
Banner

Banner